Search
  • Antonio Pietrobelli

Indústria de materiais de construção está otimista para fim de ano

I

A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga hoje a nova edição do Termômetro da Indústria de Materiais de Construção, pesquisa de opinião realizada com as lideranças do setor. O estudo destaca o otimismo das associadas em relação às vendas em novembro e dezembro, indicando também reduções na pretensão de investimentos no médio prazo e na utilização de capacidade instalada do setor, mas em patamares superiores aos experimentados antes da crise trazida pela Covid-19.

O termômetro da Abramat demonstra que para 42% das empresas associadas, o desempenho de vendas ao mercado interno no mês de novembro foi considerado “muito bom”. Para 37%, o período foi “bom”, enquanto os demais 21% consideraram novembro um mês “regular”. Nenhuma associada considerou o mês “ruim” ou “muito ruim”.

A pesquisa também indica expectativa positiva do setor em relação às vendas ao mercado interno no fechamento de dezembro. 26% das empresas consultadas consideram que o final de ano será “muito bom”, ao passo que 48% preveem desempenho “bom”. Para 21% das associadas da Abramat, o último mês do ano será “regular”, enquanto 5% projetam resultado “ruim” no mesmo período.

O termômetro da Abramat também indica que 74% das empresas associadas estão indiferentes quanto às ações do Governo para o desenvolvimento do setor no médio prazo (12 meses), enquanto 16% estão otimistas e 10% pessimistas. A pesquisa indicou também redução de 8% no nível de utilização da capacidade instalada do setor, chegando a 80% em dezembro.

Quanto a intenção de investimentos no médio prazo, 79% dos empresários do setor indicaram que pretendem investir nos próximos 12 meses. A predominância dos investimentos pretendidos lida com a modernização dos meios de produção. “O reaquecimento econômico observado no país foi consolidado gradualmente ao longo do segundo semestre e os efeitos positivos em nosso setor vem sendo demonstrados pelas pesquisas da Abramat. Estamos otimistas para 2021, sem deixar de se preocupar com efeitos de possíveis externalidades”, pondera Rodrigo Navarro, presidente da Abramat.

0 views0 comments

Recent Posts

See All

Ano de 2021 deve ter safra recorde de grãos

O Brasil deve registrar, em 2021, safra recorde de cereais, leguminosas e oleaginosas, segundo estimativa de janeiro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com a previ

Bancos demitem mais de 10 mil trabalhadores

Os três maiores bancos brasileiros (Itaú-Unibanco, Bradesco e Santander) demitiram mais de 10 mil trabalhadores durante a pandemia, denuncia a Centra Única dos Trabalhadores (CUT). No ano passado,